segunda-feira, janeiro 18, 2010

O Uivo do Coyote

Cuidado!
O buraco que cavas em minha calçada
pode migrar para a sua porta amanhã
ou hoje mesmo.

Aquele sobre-salto em que tropecei
pode estar planejando, por teu feito,
abraçar um de teus pés, ou ambos
pra devolver o que é teu por direito.

A própria fala pode ser sua armadilha
sem saber usá-la, podes ter certeza
Ela mesma te pegará de surpresa,
te apartará daquilo que conheces, matilha!

sexta-feira, novembro 06, 2009


Se Paco masca notas, porque não eu?! hehehe

Mas ainda assim, GE-NI-AL!

quinta-feira, novembro 05, 2009

Blues é Blues e não se fala mais nisso!

"Acabo de comprar uma TV a cabo!"

Não é nada disso! Não comprei nem tv comum nem a cabo. Sequer gosto de me prender na frente desse monstro. Eu só não podia era perder a piada hehehe
Mas indo ao que interessa: fazendo o limpa na pasta de áudio do meu PC a fim de organizá-la, acabei por encontra (ainda compactados) 10 álbuns muito bons (6 da banda Sueca Freak Kitchen e os outros de Mattias IA Eklundh, o guitarrista)...
Ainda não tive o prazer de degustar cada faixa, mas pude perceber uma gama de influências incrivelmente bem aplicadas. Como exemplo, uma versão instrumental de La Bamba, toda dedilhada e bem timbrada na guitarra. E ainda o "countryzinho" à lá Drum n' Bass chamado Midsummer Night in Hell.

Pretendo fazer uma análise cuidadosa de todo esse material pra postar aqui em outra ocasião.

Muito samba e rock n' roll pra todos!

quinta-feira, outubro 15, 2009

Boo!


Hoje a moda é ser palhaço?
Ora, faça-me um favor:
Vá sorrir com essa cara pintada
e fingida em outra freguesia!

terça-feira, abril 21, 2009

Tudo q se perdeu por sua ignorância

Tenho minhas cicatrizes,
feridas abertas,
saudades incisivas de algo
que, nunca de fato existiu
verdadeiramente pra ambos!

Se você soubesse da grandeza
de tudo isso,
teria sido mais transparente.
Teria sabido responder
à altura e com mesma intensidade.

Mas não me importa mais.
Eu me amo o bastante
pra permanecer vivendo profundamente,
e tenho força pra ainda estar focado
em cada um dos meus propósitos,
apto a transpor qualquer barreira
que se apresente em meu caminho.

E isso é o que se perdeu
em sua ignorância.

Lealdade, a segurança de saber que se tem em quem confiar, não importa o que ocorra!

quinta-feira, abril 02, 2009

Te olho nos olhos e você reclama que te olho muito profundamente. Desculpa! Tudo que vivi foi profundamente. Eu te ensinei quem sou e você foi me tirando os espaços entre os abraços. Guarda-me apenas uma fresta. Eu que sempre fui livre, não importava o que os outros dissessem. Até onde posso ir pra te resgatar? Reclama de mim, como se houvesse a possibilidade d’eu me inventar de novo.
Desculpa se te olho profundamente, rente à pele a pondo de ver seus ancestrais nos seus traços, a ponto de ver a estrada muito antes dos teus passos. Eu não vou separar as minhas vitórias dos meus fracassos. Eu não vou renunciar a mim¹, nenhuma parte, nenhum pedaço do meu ser vibrante, errante, sujo, livre, quente. Eu quero estar vivo e permanecer vivendo profundamente.

1 - Se desisti de vc foi por não poder desistir de mim.

Trecho extraído do espetáculo Ana Carolina - Dois Quartos